Varias maneiras de Fazer Slime

Como fazer amoeba? 12 receitas para você fazer em casa


amoeba-como-fazer
Receita básica de amoeba. Imagem Toda Atual

1. Receita básica de amoeba (com cola branca)

Ingredientes:
  • Agua boricada (150 ml)
  • Cola branca
  • Bicarbonato de sódio (1 colher )
  • Corante alimentício
Modo de preparo:
  1. Em um copo coloque água boricada e acrescente o bicarbonato de sódio aos poucos e vá mexendo. Você deve acrescentar bicarbonato até as bolinhas sumirem da água por completo.
  2. Em uma tigela adicione a cola, algumas gotas de corante e vá acrescentando aos poucos a misture que você fez de água boricada com bicarbonato.
  3. Mexa bastante, quanto mais mexer mais sua geleca vai ficar elástica. Estará pronta quando não grudar mais nas mãos.

2. Amoeba Cósmica

como-fazer-amoeba-cosmica-geleca-slime
Receita de amoeba cósmica. Imagem Catraquinha. Receita justrealmoms
Materiais
  • 1 tubo de cola escolar líquida (aproximadamente 147 ml)
  • 1/2 ou 3/4 de xícara de amido líquido (receita no fim do post)
  • Tinta à base de água ou corantes alimentícios (preto, turquesa, violeta e branco ou prata)
  • Purpurina de várias cores
Importante: para cada cor de tinta, você fará uma porção de geleca.
Modo de fazer
1º Passo
Coloque a cola em uma tigela e acrescente o corante ou a tinta (lembre-se: uma cor para cada receita!) e a purpurina. Mexa bem.
2º Passo
Adicione o amido líquido, porém, faça isso devagar e vá misturando. Não coloque tudo de uma vez. Você vai observar uma mudança de consistência neste processo e, a partir daí, poderá misturar com as mãos, como se fosse uma massa de pão. Cuidado com a quantidade de amido, pois se adicionar muito, perderá a elasticidade. Vá fazendo testes enquanto adiciona, para não correr o risco de estragar.
3º passo
Esta é a parte mais divertida! Junte toda as cores das gelecas feitas e forme um espiral, lembrando assim, uma galáxia. Depois, é só chamar os pequenos para misturar tudo e se divertir muito. Eles vão amar!

3. Amoeba com espuma de barbear

Você vai precisar de:
– Cola Branca (a quantidade fica para o tamanho que você quer). – Espuma de barbear (uma quantidade que cubra a cola no pote) – uma pitada de Bicarbonato de sódio – Água boricada (quantidade a parte, vai mexendo até pegar o ponto de toda massa descolar do pote) – Óleo essencial ao seu gosto.
A quantidade de cola branca fica para o tamanho do seu slime que você quer. Em seguida, cobrimos a cola com a espuma de barbear. Adicionamos uma colher de chá de bicarbonato de sódio e misture bem. Continuamos mexendo e adicionamos gotas de água boricada até que a mistura comece a desgrudar do pote de vidro.
Então, colocamos o corante verde e misturamos. Depois molhar minhas mãos com a água boricada até que tudo ficasse bem misturado. O óleo essencial fica opcional, mas aqui fez muita diferença para nossa brincadeira sensorial.

4. Receita com amaciante

Mais uma receita de geleca prática, além dessa ser cheirosa e inovadora: geleca de amaciante.

5. Brilha no escuro

Que tal fazer um arco-íris de amoeba? Essa receita é com glitter e borax.

6. Geleca crocante

Receita bem criativa de amoeba crocante sem cola com máscara facial e bolinhas de isopor.

7. Amoeba com glitter

Mais uma versão de amoeba com glitter, mas essa é sem borax.

8. Receita com detergente

Essa receita leva cola para isopor (cola de isopor deixa mais transparente e menos grudenta)

9. Amoeba com apenas dois ingredientes

Mega simples, você vai precisar de cola de isopor e pasta de dente.

10. Amoeba de sabão em pó

Que tal uma receita de amoeba que dure bastante tempo? Essa receita promete isso. Essa receita é com água boricada.

11. Receita com cola bastão

Mais uma forma de fazer amoeba/slime/geleca.

12. Geleca Magnética

E para finalizar achamos uma receita de amoeba magnética!
Gostou dessas receitas de geleca?
Bonus:
SLIME OURO
Receita: cola de isopor / água quente / bicarbonato de sódio / pó de ouro
Modo de preparo:
1 – colocar quantidade desejada de cola em um recipiente de vidro;
2 – em seguida misturar 1/2 copo de água quente com três colheres de sobremesa de bicarbonato de sódio;
3 – posteriormente colocar essa mistura junto com a cola e mexer até dar a consistência (obs: se ficar muito mole colocar mais bicarbonato);
4 – tirar a massa do pote e apertar bem até sair toda a água e adicionar o pó de ouro.

SLIME TEIA DE ARANHA
Receita: pote de vidro / cola branca / óleo de bebê / creme hidratante / shampoo / condicionador / tinta acrília / sabão líquido / cola de isopor
Modo de preparo:
1 – despejar 250ml de cola branca em um recipiente de vidro;
2 – misturar 3 colheres (sopa) de creme hidratante, sempre mexendo bem;
3 – misturar 3 colheres (sopa) de shampoo, 3 colheres de condicionador e 3 colheres de óleo de bebê;
4 – misturar algumas gotas de tinta acrílica;
5 – colocar a medida de uma tampa de sabão líquido;
6 – colocar 37g de cola de isopor (1 frasco pequeno) e mexer bem;
7 – depois de mexer bem, verificar se está dando liga quando puxar para fora do pote, se estiver muito mole colocar um pouco mais de cola de isopor;
8 – tire do pote e aperte bem para tirar o líquido e pronto.

BUTTER SLIME
Receita: cola branca / corante / água boricada / bicarbonato de sódio / espuma de barbear / glitter / massa de E.V.A
Modo de preparo:
1 – coloque 200ml de cola branca em um recipiente, adicione o corante, o glitter e a espuma de barbear;
2 – em um outro recipiente adicione 1 colher (sopa) de bicarbonato e 3 colheres (sopa) de água boricada, mexer bem até ficar transparente;
3 – adicione aos poucos essa mistura na cola e mexa bem;
4 – quando der consistência, corte a massa de E.V.A. pela metade e cubra com o slime;
5 – aperte bem.

NUTELLA SLIME
Receita: shampoo / água / tinta para tecido / cola de isopor
Modo de preparo:
1 – despejar a cola de isopor em um recipiente de vidro;
2 – despejar a tinta;
3 – misturar bem;
4 – colocar aos poucos o shampoo e misturar bem (colocar o shampoo aos poucos);
5 – chegando ao ponto que a massa desgrude do vidro pode parar de adicionar o shampoo;
6 – passar a massa para outro vidro e colocar água até cobrir;
7 – tirar a massa da água e apertar para sair a água.

GLITTER SLIME
Receita: cola transparente / água boricada / bicarbonato de sódio / glitter e estrelinhas
Modo de preparo:
1 – colocar em um recipiente 4 tubos de cola transparente e glitter, mexer bem;
2 – em outro recipiente colocar uma colher (sopa) de bicarbonato e 3 colheres (sopa) água boricada e mexer bem, até ficar transparente;
3 – jogue aos poucos a mistura de bicarbonato na cola transparente e mexa bem;
4 – adicione até a massa ficar consistente;
5 – tire do pote e aperte bem.

NEVE FLUFFY SLIME
Receita: espuma de barbear / cola branca / água quente / bicarbonato de sódio / água boricada / neve de pacote
Modo de preparo:
1 – despejar 200ml de cola branca em um recipiente de vidro;
2 – em outro recipiente coloque água quente e misture com 2 colheres (sopa) de água boricada e 1 colher (sopa) bicarbonato;
3 – deixe ficar morno e misture aos poucos com o recipiente com cola e mexa bem;
4 – mexa bem até sentir que a massa está consistente;
5 – coloque a massa em um recipiente limpo;
6 – misture espuma de babear na massa e mexa bem com a mão;
7 – em um pote colocar a neve e misturar pouca água até ela crescer;
8 – com a neve já pronta misture aos poucos apertando a massa.

O Que se sabe até agora sobre o autor da facada no Bolsonaro

Quem é o homem preso por dar facada em Bolsonaro


O candidato Jair Bolsonaro (PSL) foi esfaqueado em um ato de campanha. PF confirmou que o suspeito de ter esfaqueado o Jair Bolsonaro, Adélio Bispo de Oliveira, foi detido e conduzido para a Delegacia da Polícia Federal em Juiz de Fora.
Jair Bolsonaro foi esfaqueado em um ato de campanha - Reprodução redes sociais



O agressor preso por dar uma facada no candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL), na tarde desta quinta-feira (6), foi identificado pela Polícia Militar (PM) de Minas Gerais como Adelio Bispo de Oliveira. Preso em flagrante, o homem de 40 anos nasceu na cidade mineira de Montes Claros (MG), conforme autoridades locais.










À Polícia Civil, Oliveira teria mencionado que cometeu a agressão "a mando de Deus" no momento em que Bolsonaro estava sobre os ombros de um apoiador. A faca utilizada estaria enrolada em uma camisa de cor clara antes do ataque, conforme informações do boletim de ocorrência. A PM divulgou que Oliveira teve passagem pela polícia por lesão corporal em 2013.


Logo após a agressão contra o capitão da reserva do Exército, houve a divulgação de um perfil no Facebook que seria do agressor. A página carrega uma série de ataques à maçonaria e publicações de teor político. Nelas, há críticas à direita e a Bolsonaro.


Parte das mensagens questiona posicionamentos defendidos pelo candidato em programas de televisão. O perfil também apresenta notícias a respeito do capitão da reserva. Um dos textos compartilhados recentemente trata da declaração do presidenciável de que "queria ver" o ator Alexandre Frota como ministro da Cultura.


Em outra postagem, o homem ironiza a capacidade de Bolsonaro avaliar questões da área econômica — o candidato reconheceu mais de uma vez que não é especialista no assunto. A página ainda contém fotos tiradas em suposto protesto contra o presidente Michel Temer(MDB) e mensagens de apoio a políticos alinhados à esquerda, como o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro.


Depois de o perfil viralizar, usuários da rede social deram início a uma enxurrada de comentários endereçados a Oliveira. Nas mensagens, o homem é alvo de ofensas e ameaças. O perfil atribuído ao agressor apresenta em torno de mil amigos. No começo da noite desta quinta-feira, havia cerca de 10 mil seguidores.


Após o ataque contra Bolsonaro, o homem foi espancado por apoiadores do candidato, no centro de Juiz de Fora, onde ocorria o ato de campanha durante a tarde. Segundo a PM, ele confessou ter dado a facada no presidenciável.


Registros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) apontam que o homem foi filiado ao PSOL, em Minas Gerais, de 2007 a 2014. O partido confirmou a informação e repudiou a agressão contra Bolsonaro.


A Polícia Federal (PF) emitiu comunicado no qual afirma que o presidenciável contava com escolta no momento da agressão. A corporação ainda prometeu investigar o caso. "O agressor foi preso em flagrante e conduzido para a Delegacia da PF naquele município. Foi instaurado inquérito policial para apurar as circunstâncias do fato", diz nota da PF.

(foto: Divulgação / (foto: Divulgação/PM)

Conheça os candidatos a presidente da República registrados no TSE 2018

o término do prazo de registro das candidaturas para a disputa eleitoral deste ano, às 19h dessa quarta-feira (15), 13 nomes se apresentaram para concorrer à Presidência da República. Segundo dados disponíveis no Sistema de Divulgação de Candidaturas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o patrimônio declarado dos presidenciáveis chega, no total, a R$ 834 milhões.

Veja a seguir quais são os candidatos:
 
Alvaro Dias (Pode)
 
O candidato à Presidência da Republica, Álvaro Dias (Podemos) participa do debate "Futuro do Brasil", realizado pela Coalizão pela Construção, formada por 26 das mais importantes entidades representativas da indústria da construção.
Alvaro Dias - José Cruz/Arquivo/Agência Brasil
Candidato da coligação Pode, PRP, PSC e PTC, Alvaro Dias tem 73 anos e está no quarto mandato de senador. De 1987 a 1991, foi governador do Paraná, à época pelo PMDB. Na década de 1970, foi deputado federal por três legislaturas. Antes, foi vereador de Londrina (PR) e deputado estadual no Paraná. Formado em história, ele já mudou de siglas sete vezes. Eleito senador em 2014 pelo PSDB, migrou para o PV e, em julho do ano passado, buscou o Podemos, antigo PTN, para se unir à tentativa da sigla de imprimir a bandeira da renovação da política e da participação direta do povo. Declarou ter patrimônio de R$ 2,9 milhões.
Vice: Paulo Rabello (PSC)
 
Cabo Daciolo (Patri)
Cabo Daciolo é confirmado como candidato do Patriota nas eleições 2018
Cabo Daciolo - Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados
O Patriota não fez aliança para a eleição presidencial. É a chamada chapa "puro sangue", quando há um único partido. O candidato foi eleito deputado federal pelo Rio de Janeiro nas eleições de 2014. Integrante do Corpo de Bombeiros, Cabo Daciolo, 42 anos, foi filiado ao PSOL, PTdoB e ao Avante. Nascido em 1976, na cidade de Florianópolis, é casado com Cristiane Daciolo e tem três filhos. Bombeiro, ganhou notoriedade em 2011 por liderar a greve da categoria no Rio de Janeiro. Foi lançado pré-candidato em 28 de março de 2018 pelo Patriota, antigo PEN. Não apresentou lista de bens ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
Vice: Suelene Balduino (Patri)
Ciro Gomes (PDT)
O candidato à Presidência da República, Ciro Gomes, do PDT, discursa durante o evento, Diálogos Eleitor, realizado pela União Nacional de Entidades do Comércio e Serviços (Unecs).
Ciro Gomes - José Cruz/Arquivo/Agência Brasil
Candidato da coligação PDT e Avante. É natural de Pindamonhangaba (SP), mas construiu sua carreira política no Ceará, onde foi prefeito de Fortaleza, eleito em 1988, e governador do estado, eleito em 1990. Renunciou ao cargo de governador, em 1994, para assumir o Ministério da Fazenda, no governo Itamar Franco (1992-1994), por indicação do PSDB, seu partido na época. Foi ministro da Integração Nacional de 2003 a 2006, no governo do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e tocou o projeto de Transposição do Rio São Francisco. Tem 60 anos e quatro filhos. Disputa a Presidência pela terceira vez. Declarou patrimônio de R$ 1,7 milhão.
Vice: Kátia Abreu (PDT)
Geraldo Alckmin (PSDB)
O candidato à Presidência da República, Geraldo Alckmin, do PSDB, discursa durante o evento,  Diálogos Eleitor, realizado pela  União Nacional de Entidades do Comércio e Serviços (Unecs).
Geraldo Alckmin - Valter Campanato/Arquivo/Agência Brasil
Candidato da coligação PSDB, PTB, PP, PR, DEM, SD, PPS, PRB e PSD. Quatro vezes governador de São Paulo, Alckmin é um dos fundadores do PSDB. Formado em medicina pela Universidade de Taubaté, começou a carreira política em 1972, em Pindamonhangaba, onde foi eleito vereador, presidente da Câmara dos Vereadores e prefeito da cidade. Em 1982, foi eleito deputado estadual. Participou da Assembleia Nacional Constituinte de 1986, antes de chegar ao governo de São Paulo em 2001, como vice do governador Mário Covas. Aos 65 anos, vai disputar pela segunda vez a eleição presidencial. Declarou patrimônio de R$ 1,4 milhão.
Vice: Ana Amélia Lemos (PP)
Guilherme Boulos (PSOL)
Guilherme Boulos é o candidato do PSOL à Presidência da República
Guilherme Boulos - Arquivo/TV Brasil
Candidato da coligação PSOL e PCB. Natural de São Paulo, tem 35 anos, é filho de médicos e professores da Universidade de São Paulo (USP). Filósofo formado pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, na qual ingressou no ano 2000. Também é psicanalista, professor e escritor. Sua vida política começou em 1997, aos 15 anos, quando ingressou no movimento estudantil como militante na União da Juventude Comunista (UJC). Depois conheceu o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) e o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), do qual é coordenador. Declarou patrimônio de R$ 15,4 mil.
Vice: Sônia Guajajara (PSOL)
Henrique Meirelles (MDB)
O ex-ministro Henrique Meirelles durante convenção Nacional do MDB em Brasília.
Henrique Meirelles - Antonio Cruz/Arquivo/Agência Brasil
Disputará a eleição presidencial pela coligação MDB e PHS. Goiano de Anápolis, tem 72 anos. Em 2002, foi eleito deputado federal pelo PSDB, cargo do qual abdicou para comandar o Banco Central de 2003 a novembro de 2010, no governo Lula. No governo do presidente Michel Temer, comandou o Ministério da Fazenda de maio de 2016 a abril de 2018. Construiu a carreira como economista no mercado internacional, assumiu a presidência mundial do BankBoston, no qual ingressou em 1974, e tornou-se presidente da instituição no Brasil em 1984. Tem patrimônio declarado R$ 377,5 milhões.
Vice: Germano Rigotto (MDB)
Jair Bolsonaro (PSL)
O deputado Jair Bolsonaro durante sessão do Conselho de Ética da Câmara dos Deputados que instaurou nesta terça-feira (16) processo por quebra de decoro contra o deputado (Wilson Dias/Agência Brasil)
Jair Bolsonaro - Wilson Dias/Arquivo/Agência Brasil
Candidato da coligação PSL e PRTB, conta também com o apoio dos defensores da monarquia. Militar, Bolsonaro, 63 anos, está no sétimo mandato na Câmara dos Deputados e tem uma carreira de 25 anos ininterruptos no Congresso Nacional. Foi o candidato a deputado federal mais votado no Rio de Janeiro, nas eleições de 2014, com 464 mil votos. Casado três vezes, tem cinco filhos, dos quais três estão na vida política. Capitão da reserva do Exército, filiou-se ao PSL, seu nono partido, para disputar a eleição presidencial. Natural de Glicério (RJ), Bolsonaro construiu carreira política no Rio de Janeiro. Declarou patrimônio de R$ 2,3 milhões.
Vice: General Mourão (PRTB)
João Amoêdo (Novo)
Partido Novo confirma João Amoêdo como candidato a presidente
João Amoêdo - Rovena Rosa/Arquivo/Agência Brasil
O Partido Novo não fez aliança para a eleição presidencial. Natural do Rio de Janeiro, Amoêdo, 55 anos, é formado em engenharia civil e administração. Foi diretor executivo do Banco BBA Creditanstalt, presidente da Finaústria CFI, vice-presidente e membro do Conselho de Administração do Unibanco e integrante do Conselho de Administração do Banco Itaú BBA e do Conselho de Administração da empresa João Fortes Engenharia. Fundou o Partido Novo com membros da sociedade civil, que passam por processo seletivo para se tornarem candidatos. É casado e tem três filhas. Declarou patrimônio de R$ 425 milhões.
Vice: Professor Christian (Novo)
João Goulart Filho (PPL)
PPL lança João Goulart Filho a candidato a presidente nas eleições de 2018
João Goulart Filho PPL/Direitos reservados
Pela primeira vez na disputa para a Presidência da República, não fez coligação. João Goulart Filho, 61 anos, é poeta, filósofo, escritor e fundador do Instituto João Goulart, dedicado à pesquisa histórica e à reflexão sobre o processo político brasileiro. Filho do ex-presidente João Goulart, conhecido como Jango, deposto em 1964 pelo golpe militar, o candidato adotou o nome político em homenagem ao pai. Foi deputado estadual no Rio Grande do Sul pelo PDT, partido que trocou pelo PPL. É autor de Jango e Eu: Memórias de um Exílio sem Volta, indicado ao Prêmio Jabuti. Declarou patrimônio de R$ 8,6 milhões.
Vice: Léo Alves
José Maria Eymael (DC)
José Maria Eymael
José Maria Eymael - DC/Divulgação
Pela quinta vez, disputa as eleições presidenciais. A Democracia Cristã não fez aliança para a eleição presidencial. Natural de Porto Alegre, Eymael, 78 anos, cursou filosofia e direito na Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio Grande do Sul. É empresário há 46 anos nas áreas de marketing, comunicação e informática. Começou a trabalhar aos 12 anos de idade como auxiliar de tipografia. Mais tarde, foi um dos líderes da Juventude Operaria Católica (JOC). Em 1962, ingressou no Partido Democrata Cristão (PDC) em Porto Alegre, passando a atuar na Juventude Democrata Cristã. Declarou patrimônio de R$ 6,1 milhões.
Vice: Helvio Costa (DC)
Luiz Inácio Lula da Silva (PT)
Brasília - O novo ministro da Casa Civil, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de posse  (José Cruz/Agência Brasil)
Luiz Inácio Lula da Silva - José Cruz/Arquivo/Agência Brasil
Candidato da coligação PT, PCdoB e PROS. Nascido em Garanhuns (PE), em 1945, Lula, 72 anos, migrou com a família para São Paulo. Aos 14 anos, trabalhava em uma metalúrgica e fazia curso técnico de torneiro mecânico. Iniciou a trajetória no movimento sindical ao integrar a diretoria do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP), em 1969. De 1979 a 1980, surge no cenário nacional ao liderar greves nacionais e como fundador do Partido dos Trabalhadores (PT). Foi presidente por dois mandatos (2003-2010). Foi denunciado pela Operação Lava Jato e está preso em Curitiba. Declarou patrimônio de R$ 8 milhões.
Vice: Fernando Haddad (PT)
Marina Silva (Rede)
A candidata à Presidência da República, Marina Silva (Rede) participa do debate "Futuro do Brasil", realizado pela Coalizão pela Construção, formada por 26 das mais importantes entidades representativas da indústria da construção.
Marina Silva - José Cruz/Arquivo/Agência Brasil
Disputa a eleição pela aliança Rede e PV. Nasceu em uma pequena comunidade chamada Breu Velho, no Seringal Bagaço, em Rio Branco, no Acre. Em 1984, Marina Silva, 60 anos, ajudou a fundar a Central Única dos Trabalhadores (CUT) no Acre. No ano seguinte, filiou-se ao PT. Foi eleita pela primeira vez a um cargo público nas eleições de 1988, quando foi a vereadora mais votada de Rio Branco. Depois disso, foi eleita deputada estadual e senadora (dois mandatos). Foi ministra do Meio Ambiente no governo Lula. Disputará a eleição presidencial pela terceira vez. Declarou patrimônio de R$ 118,8 mil.
Vice: Eduardo Jorge (PV)
Vera Lúcia (PSTU)
Vera Lúcia do PSTU
Vera Lúcia - Romerito Pontes/Direitos Reservados
Chapa "puro sangue", o PSTU não fez aliança para a eleição presidencial. Operária da indústria calçadista, com trajetória no movimento sindical e popular, Vera Lúcia, 50 anos, nasceu no sertão pernambucano e se mudou ainda criança para Aracaju, com a família, fugindo da seca. Na capital sergipana, trabalhou como garçonete e datilógrafa antes de conseguir um emprego na fábrica de calçados Azaleia, onde iniciou a militância sindical. É formada em ciências sociais pela Universidade Federal de Sergipe (UFS) e se dedica atualmente à formação política de ativistas. Declarou patrimônio de R$ 20 mil.
Vice: Hertz Dias (PSTU)


fonte: http://agenciabrasil.ebc.com.br/

Tudo que sabemos sobre a URSAL ( Ou não )



Eis que, numa palavra de questionamento, o verbo fez-se esperança: quando o deputado federal e candidato à presidência Cabo Daciolo (Patriota) perguntou a um inocente Ciro Gomes (PDT) no debate dos presidenciáveis da rede Bandeirantes na quinta-feira (9) sobre a hipotética “União das Repúblicas Socialistas da América Latina”, não sabia que estava plantando um sonho.

Daciolo, um ferrenho conspiracionista daqueles que enxergam illuminatis e Rotschilds embaixo da cama, começou a pergunta com um erro crasso, atribuindo a Ciro a fundação do Foro de São Paulo – conferência anual das esquerdas do continente americano, o Foro de São Paulo foi fundado em 1990, ano em que Ciro era prefeito de Fortaleza filiado ao pouco esquerdista PSDB. Mas foi a URSAL (que, confesso, confundi em primeiro momento com a balada gay paulistana Ursound) que conquistou a imaginação popular. Considerado um “plano” de dominação comunista pelo paranoico Daciolo, a sigla significaria União das Repúblicas Socialistas da América Latina.


A conspiração em torno da URSAL não é novidade. O termo foi proposto pela primeira vez em 2001, a título de chacota, em um texto da socióloga Maria Lucia Victor Barbosa. Para rebater as críticas do então pré-candidato à presidência Lula à ALCA, tentativa norte-americana de criar uma área de livre comércio nas Américas, Barbosa cunhou a expressão com um jocoso “Republiquetas” no lugar de “República”.

A questão é que o termo URSAL aparecia pouco mesmo entre os conspiracionistas mais ferrenhos da direita brasileira – e, há de se admitir, nunca sequer foi citado nas atas do Foro de São Paulo. Antes de ser alçado à categoria de “plano” por Daciolo, era usado como metáfora pelo Alex Jones brasileiro Olavo de Carvalho e seus seguidores em suas críticas à integração entre as esquerdas latino-americanas, que enxergam como um perigo iminente à hegemonia capitalista no continente.

Durante a década de 2000, o Foro de São Paulo era um dos principais assuntos do agora defunto site Mídia Sem Máscara, especializado em espalhar conspirações direitistas dignas d’Os Protocolos dos Sábios de Sião na internet brasileira – quem não lembra do veículo chamando a revista Veja de baluarte do comunismo por ter publicado matérias sobre a China não sabe como era engraçado a conspiração moleque, a conspiração arte. A questão é que, nos últimos cinco anos, teorias da conspiração têm ganhado mais espaço no mainstream, aqui e alhures, basta pensar no exemplo da provável trollada que saiu do controle conhecida como QAnon.


Olavo de Carvalho organizou o pensamento conspiratório em torno do Foro de São Paulo como um Charlie Day tropical. Entre alegações da participação das FARC em eventos e críticas aos apoios a Fidel Castro e Hugo Chávez, o astrólogo disseminou em uma série de artigos, publicados majoritariamente no Mídia Sem Máscara e em seu site pessoal, a impressão de que há um conluio para um golpe iminente do Foro para criar uma América Latina una, de estilo soviético. A publicação da compilação “O Mínimo Que Você Precisa Saber Para Não Ser Um Idiota”, organizada pelo também conspiracionista Felipe Moura Brasil, acabou dando um tom de legitimidade para o que até então era um delírio que ultrapassava as esperanças do mais tresloucado bolivarianista.

Se é de se desconfiar que Daciolo entrou na corrida presidencial para fazer o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ) parecer comedido e razoável em comparação com o ex-bombeiro, é bom lembrar também que teorias a respeitos de cabalas comunistas internacionais não são novidade entre a extrema-direita – o próprio “Protocolo”, forjado a partir de um texto satírico nada antissemita, ganhou o mundo na esteira da Revolução Russa de 1917 e das revoluções europeias que seguiram o final da Primeira Guerra Mundial (como na Alemanha e Hungria), servindo de base para o nazismo.

A possível candidata a vice-presidente na coligação liderada pelo Partido dos Trabalhadores (PT) Manuela D’Avila (PCdoB) fez post em seu Facebook para comemorar seus 37 anos em tom de bom humor. Chamou a atenção o bolo da política: ornamentado em branco e vermelho, a guloseima trazia os dizeres “Ursal” e “ManuNoJaburu” (veja abaixo).
Facebook/Reprodução


Sigla URSAL, mencionada no primeiro debate dos presidenciáveis na TV em 2018, designaria a União das Repúblicas Socialistas da América Latina, mas será que isso existe mesmo?

No dia 9 de agosto de 2018, o termo ficou conhecido do grande público, durante o primeiro debate com candidatos da eleição presidencial de 2018.

No decorrer do debate transmitido ao vivo pela TV Band, o candidato à Presidência Cabo Daciolo mencionou a existência de um plano chamado União das Repúblicas Socialistas da América Latina (URSAL) em uma pergunta feita o seu rival Ciro Gomes.

Daciolo afirmou ainda que Ciro Gomes foi um dos fundadores do Foro de São Paulo e que essa organização estaria planejando unificar a América Latina!

O termo URSAL foi um dos assuntos mais comentados nos dias seguintes nas redes sociais, deixando muita gente em dúvida: Será que a URSAL existe mesmo?

Estaria o Foro de São Paulo planejando transformar toda a américa latina (incluindo o Brasil) em um único país?



A “Conspiração” da Terra plana


Logo atual da Sociedade da Terra Plana.A Sociedade da Terra Plana está crescendo com novos membros a cada ano que aderem a essa seita. Eles argumentam que o mundo em que vivemos não é realmente uma esfera no espaço, mas um disco plano orbitado pelo Sol e da Lua. Mas pode ser realmente verdade? A Terra realmente plana?



Quando caminhamos por aí, a Terra parece infinitamente reta. Como não percebemos a curvatura do planeta, aqui ao nível do horizonte, a nossa sensação natural é que ele seja plano.


E tem gente que leva os sentidos básicos ao pé da letra, a ponto de criar uma Sociedade Terra Plana.

Os membros da STP consideram todas as evidências contrárias — como fotos da esfericidade da Terra feitas por satélites –, como falsificações criadas por uma “conspiração da Terra redonda”, orquestrada pela Nasa e outras agências do governo dos EUA.

Esta crença, de que a Terra é plana, tem sido descrita como a maior das “Teorias conspiratórias”. Mais do que isto: A mãe de todas as “Teorias da Conspiração!”

Mas será que em pleno Terceiro Milênio o lance é sério? E, se for, como é que pode ser psicologicamente possível?

O que exatamente eles acreditam?



O homem nunca pisou na Lua. As imagens produzidas pela Nasa não passam de obras de computação gráfica. A ciência manipula a realidade de acordo com os interesses dos poderosos. Alguma dessas suposições parece familiar? É bem provável que sim.

E, agora, mais do que em muito tempo. Após ganharem um banho de loja, muita divagação teórica e um número ainda maior de vídeos na internet, tais ideias estão de volta sob uma nova bandeira: a dos terraplanistas. Quase 50 anos depois do lançamento da Apollo 11, e 500 após a circunavegação de Fernão de Magalhães, cada vez mais gente acredita que a Terra não é um globo. Em vez disso, ela seria uma pizza gigante – um disco coberto por uma redoma invisível e cercado por um paredão de gelo. Também estaria parada, deitada eternamente em berço esplêndido no centro do Universo.

Data do final do século 19 o primeiro lampejo moderno sobre a eventual platitude da Terra. O marco é o ano de 1881, quando Samuel Rowbotham publicou Astronomia Zetética – A Terra não é um globo, um apanhado de décadas de estudos na área e interpretações literais de passagens da Bíblia. Sob o pseudônimo “Paralaxe”, o inventor inglês tomou para si uma missão ousada: revelar as “mentiras” cultivadas pela ciência, responsável por esconder o real formato de nossa casa.

Rowbotham começa sua obra tentando refutar a evidência prática mais antiga da curvatura terrestre. Segundo ele, experimentos como o do grego Eratóstenes, nascido em 276 a.C., que conseguiu medir a circunferência da Terra, contariam com um erro crasso: considerar o Sol como um astro enorme e distante da Terra. Eratóstenes mediu a circunferência do planeta comparando os ângulos com que a luz do Sol incidia em dois postes instalados em duas cidades distantes. Supondo acertadamente que o Sol é grande (e longínquo) o bastante para que seus raios cheguem à Terra sempre paralelos uns aos outros, ele concluiu que o que causava a diferença entre os ângulos nos postes só poderia ser uma (até então) suposta curvatura da Terra. Com os dados na mão, Eratóstenes calculou que o planeta é uma esfera com 46 mil quilômetros de circunferência. Uma precisão absurda para 2 mil anos atrás: a medida real é de 40 mil quilômetros.
Terra chata

Para os terraplanistas, o Sol e a Lua são bolas do tamanho de cidades, o planeta é cercado por uma muralha de gelo e a gravidade… Bom, a gravidade não existe.



TP: Modelo terraplanista
VR: Vida real

1. ANTÁRTIDA

TP Para quem acredita que a Terra é plana, a Antártida é um paredão de gelo que serve de moldura para a superfície terrestre, segurando a água dos oceanos. Eles dizem que o Tratado da Antártida, de 1959, existe para esconder esse “fato”.
VR Tem quase o dobro da área do Brasil (14 milhões de m²). E o Tratado, assinado por 52 países, estabeleceu-a como território neutro, dedicado à ciência.

2. HORIZONTE

TP Se a Terra é plana, por que a nossa visão não ultrapassa o horizonte? A desculpa aí envolve a neblina e uma suposta limitação da visão humana – o que não faz sentido, já que vemos estrelas a olho nu, e a mais próxima está a 40 trilhões de km (4,3 anos-luz).
VR Alguém com 1,80 m no nível do mar só consegue enxergar a uma distância de 5 km. Dá para comprovar a curvatura da Terra pela sequência de desaparecimento de uma embarcação no horizonte: a parte que some primeiro é a popa, depois a vela.

3. GRAVIDADE

TP Não existe. Só estaríamos presos ao chão por conta de uma força misteriosa que puxa a Terra para cima a uma aceleração constante de 9,8 m/s² – a mesma da gravidade. Seria como se estivéssemos dentro de um elevador gigante, presos ao chão.
VR Existe, claro. E mais: corpos celestes são redondos justamente por causa da gravidade. A massa gera um campo que suga tudo para o centro, moldando-os como esferas.

4. LUA

TP Tem 51, 5 km e descreve sua órbita a 5 mil km do chão.
VR A Lua é só quatro vezes menor que a Terra (com 3.476 km de diâmetro) e está a 384.400 km de distância.
ECLIPSES LUNARES
TP Uma Terra plana não faria sombra. Como explicar os eclipses lunares, então? Uma hipótese diz que o céu tem um “objeto de sombra”. A Lua se esconderia quando esse objeto cortasse seu caminho.
VR São fruto da sombra da Terra projetada na Lua, claro.

5. SOL

TP Tem 51,5 km de diâmetro e fica a 5 mil km de altitude. Funciona como se fosse uma lanterna: ilumina cada porção do planeta em momentos determinados. Ou seja: quando o Sol brilha sobre sua cabeça, é dia. Quando ele está longe, é noite. Simples assim.
VR O Sol tem 1,3 milhão de km de diâmetro (108 vezes mais do que a Terra), e está 149,6 milhões de km distante.
ESTAÇÕES DO ANO
TP Em diferentes momentos do ano, o Sol terraplanista assume órbitas diferentes – se aproximando ou se afastando de cada trópico. E isso estabelece as estações do ano. O raio da trajetória é maior quando o Sol está no “anel norte” e menor quanto está no “anel sul” (veja lá embaixo).
VR Você sabe: por conta do movimento de translação e do eixo de rotação da Terra (inclinado a 23,5 graus), cada hemisfério recebe mais luz solar em determinados períodos do ano. Quando é inverno na parte do sul, é verão no Hemisfério Norte, e vice-versa.

6. MAGNETISMO

TP Alguns terraplanistas defendem que o centro da Terra plana (o Polo Norte) abriga uma montanha magnética que seria a responsável por atrair as agulhas das bússolas. E mais do que isso: para manter o Sol, a Lua e as estrelas em volta do “disco planetário”.
VR Os polos magnéticos estão próximos aos polos geográficos. No centro da Terra, onde as temperaturas podem chegar a 6.000 ºC, existe ferro e níquel em estado líquido. Esse fluido, em constante movimento, gera as correntes elétricas responsáveis pelo campo magnético.

7. ATMOSFERA

TP Os terraplanistas a chamam de atmosplana ou atmocamada – note que “atmosfera” faz referência a um formato esférico, coisa que eles abominam.
VR A camada de gases que envolve nosso planeta fica presa aqui por conta da gravidade, outro conceito que os terraplanistas não curtem.
DOMO
TP É o que nos isola do resto do Universo (seja lá o que exista além da Terra plana).
VR Não existe.

8. MONTANHAS E VULCÕES

TP Abaixo da crosta, haveria uma pressão agindo na Terra plana, resultado da aceleração que ela sofreria para simular a gravidade. Tal movimento teria criado um vasto oceano de magma no manto terrestre, o que justificaria os vulcões.
VR O interior do planeta é instável. Os vulcões e o movimento das massas continentais são os resultados mais notórios desse fato.

A. ATLAS
O mapa-múndi terraplanista usa a projeção azimutal, igual à do símbolo da ONU

B. ESTRELAS
TP Estrelas seriam basicamente lâmpadas de LED: fontes luminosas a poucos milhares de km da Terra.

C. EQUADOR
TP Esta região seria mais quente que a dos polos por estar diretamente abaixo do mini-Sol.






piada do dia